domingo, 27 de outubro de 2013

Foi bonita a festa, pá

No dia cinco de outubro,
o Centro de Direitos Humanos e Memória Popular de Foz do Iguaçu reuniu ativistas e simpatizantes para uma confraternização. Durante seis horas a sede do CDHMP foi inundada por música,poesia e bom papo, regados por vinho,cerveja e sopa paraguaia. O Sarau Panambi, coordenado pela professora Alai Diniz, abriu a rodada com apresentações de poesias declamadas em português, espanhol e guarani. Em seguida Monica Sosa brindou os presentes com sua bela e latina voz acompanhada pelos acordes de seu violão. Chiquinho da Charanga mostrou mais uma vez sua versatilidade musical e poética. A troupe circense animou a noite apresentando a arte e magia do picadeiro. Mano Zeu e o Bonde da Cidade Nova inundaram os espaços da sede do CDHMP com rimas fortes contando a realidade dos habitantes da periferia. Tudo isso acompanhado com muita conversa e livros da Guata.
O fim de noite ficou por conta de Mauri Gauer e seu violão virtuoso apresentando classicos e chorinhos. (Fotos Borges e Aluizio)












'

Nenhum comentário:

Postar um comentário