quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

NUMERO DE HOMICÍDIOS EM FOZ DO IGUAÇU AUMENTOU 22,40



Comparando 2011 com 2012, o número de homicídios em Foz do Iguaçu aumentou 22,40%.
Foram 164 em 2012 e 134 no ano anterior. Quando se conta ainda as mortes violentas, que são os latrocínios e confrontos com a polícia, foi de 138 para 171, ano passado.
"Os fatores que geram a diminuição ou o aumento de homicídios em determinado período são regionais, ligados à questão de fronteira, e questões sociais. O que podemos constatar é que em um período de quatro anos Foz tem saído dos primeiros lugares das pesquisas nacionais sobre violência.

Foz está na posição de 51º na pesquisa do mapa da violência, o que significa que saímos dos primeiros lugares das cidades mais violentas", constatou Marcos Araguari, delegado de Homicídios.

O Morumbi e o Porto Meira foram os bairros mais violentos ano passado. A região central da cidade também foi apontada como problemática no começo de 2012.

"No centro houve um problema criminal nos meses de fevereiro e março, com relatos de homicídios e demais crimes que aconteceram na Favela da Mosca e a antiga favela da Guarda Mirim, que ficam na região central. Estes homicídios foram elucidados e os autores foram presos pela Polícia Militar em flagrante e pela equipe da Delegacia de Homicídios após investigação. Esta resposta da Polícia fez que diminuísse o crime durante o decorrer do ano. Mas mesmo assim, a criminalidade foi tão grande que é apontada como uma das áreas mais violentas em Foz em 2012", comentou o delegado.

Os jovens entre 18 e 29 anos foram as principais vítimas, com 78 casos.

"Os jovens adultos foram os mais atingidos pela violência. Estas pessoas estão economicamente ativas e muitos atuando em setores criminosos e acabam sendo vítimas por acerto de contas", explicou o delegado.

Em relação aos casos solucionados, foram 88, com 60 prisões.
'

Nenhum comentário:

Postar um comentário